Mensagem de quatro anos como Bispo da Diocese de Leopoldina

“Daí graças ao Senhor porque Ele é bom, eterna é a sua misericórdia”

Ao clero, religiosos (as) e ao querido Povo de Deus da Diocese de Leopoldina:

No dia 15 de setembro completei quatro anos de sagração episcopal e hoje completam quatro anos da minha chegada nesta querida Diocese de Leopoldina. É um tempo pequeno ainda, mas muito rico das graças de Deus. Ele, que por pura bondade quis me confiar este ministério tão precioso, me deu também de presente esta missão de cuidar desta pequena porção do povo de Deus desta querida diocese.

Meus queridos irmãos e irmãs, como o tempo passa rápido. Quatro anos já se passaram e olhando para a trajetória percorrida até este momento, uma única palavra vem à minha boca e ao meu coração: gratidão. Gratidão a Deus por ter me confiado esta missão tão sublime, e a vocês desta nossa Diocese de Leopoldina, pela acolhida sincera, pela amizade e pelo apoio fraterno e amigo.

Já lhes disse isso e repito: O Servo de Deus Dom Luciano Pedro Mendes de Almeida, em uma certa ocasião disse: “Onde há povo, há razão de ser pastor”. Posso dizer que estou experimentando muito de perto esta realidade. Vocês, queridos diocesanos, querido povo de Deus, são a razão do meu ministério episcopal. Muito obrigado por tudo.

Das diversas experiências feitas ao longo destes quatro anos, algumas me marcaram profundamente e gostaria de aproveitar este aniversário para partilhá-las com todos da Diocese:

1ª) Visitas pastorais: é uma experiência muito marcante para mim. Através destas visitas, posso me aproximar fraternalmente dos meus irmãos presbíteros, partilhar as suas alegrias e dificuldades e assisti-los em suas necessidades. Além disso, posso também entrar em contato com o querido povo de Deus desta diocese, povo tão acolhedor e tão sedento de Deus. É nas visitas pastorais que me sinto mais pastor, próximo das ovelhas, disposto a acolhê-las e amá-las, como fez Jesus Cristo, o sumo e eterno sacerdote.

2ª) Celebração das ordenações: ao longo destes anos, experimentei muitas alegrias ao poder presidir as ordenações diaconais e presbiterais. Durante este período pude realizar onze ordenações diaconais e nove ordenações sacerdotais. O entusiasmo do Povo de Deus, a alegria dos ordenandos e o orgulho das famílias e  das paróquias em poder oferecer um filho para o serviço da igreja como sacerdote… tudo isso nos entusiasma também na fé e no exercício da missão episcopal. Deus seja louvado por todas estas ordenações e pelos novos padres e diáconos para o serviço da nossa igreja particular.

3ª) Colaboração do clero: quero manifestar um agradecimento especial ao clero desta querida diocese que me acolheu com tanto carinho e com espírito de fraternidade. Ao longo destes quatro anos, tenho procurado trabalhar cada vez mais na colegialidade, ampliando a atuação dos conselhos e procurando valorizar os padres e diáconos da diocese, como membros ativos da evangelização desta porção do povo de Deus. Sem o apoio e a colaboração destes, dificilmente o trabalho de evangelização seria possível!

Neste quarto ano de ministério, quero louvar e agradecer a Deus por esta missão tão árdua, mas ao mesmo tempo tão gratificante. Durante estes anos, nem tudo foram flores, tive também as dificuldades inerentes e próprias da missão episcopal, mas a alegria em poder servir foi  a melhor recompensa. Quero aproveitar a ocasião para renovar o meu lema episcopal: “Servus in charitate” (Servo no Amor). Que Jesus Cristo, o grande servo por amor, me inspire sempre mais no exercício do ministério episcopal. Rezem sempre por mim! E eu rezarei por vocês.Muito obrigado a todos!

                                                                   Dom José Eudes Campos do Nascimento

                                                                                   Bispo de Leopoldina

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *