- Diocese de Leopoldina - http://dioceseleopoldina.com -

Papa Francisco abre o Sínodo dos jovens

O Santo Padre presidiu na manhã desta quarta-feira (3), na Praça São Pedro, a Santa Missa por ocasião da inauguração do Sínodo dos Bispos, que se realiza no Vaticano até 28 de outubro, sobre o tema: “Os jovens, a fé e o discernimento vocacional”.

O Papa iniciou sua homilia com o trecho do Evangelho de São João, que diz: “O Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome, lhes ensinará tudo e recordará tudo o que Eu lhes disse”. E Francisco exortou os presentes: “No início deste momento de graça para toda a Igreja, em sintonia com a Palavra de Deus, peçamos insistentemente ao Paráclito que nos ajude a trazer à memória e reavivar as palavras do Senhor, que faziam arder o nosso coração. Memória para que possa despertar e renovar em nós a capacidade de sonhar e esperar. Os jovens serão capazes de profecia e visão, na medida em que nós, adultos ou idosos, formos capazes de sonhar, contagiar e partilhar os nossos sonhos e esperanças”.

Durante a tarde, o Papa encontrará os sinodais para uma oração e uma saudação. Durante a Sessão inaugural, além das palavras do Cardeal Lorenzo Baldisseri, Secretário-geral do Sínodo, serão ilustradas as linhas gerais do Instrumentum laboris pelo Relator Geral, Cardeal Sergio Rocha, e em seguida será feita a apresentação da primeira parte.

Dois padres sinodais da China 

Este Sínodo contará com a participação de 267 padres sinodais. E, pela primeira vez, depois da assinatura do acordo provisório entre a Santa Sé e a República Popular da China, estarão presentes dois bispos da China continental.

Os jovens no Sínodo 

A XV Assembleia geral ordinária terá sua conclusão em 28 de outubro e contará com a participação de 34 jovens auditores, entre 18 e 29 anos. Trata-se do terceiro Sínodo convocado pelo Papa Francisco e, como explicou o Cardeal Lorenzo Baldisseri, secretário-geral do Sínodo, “segue a linha das Assembleias anteriores, percorrendo sempre o caminho para a renovação da Igreja e da sociedade a partir das próprias bases: a família e os jovens que garantem as futuras gerações”.

A Igreja está pronta para se por “à escuta da voz, da sensibilidade e da fé dos jovens, mas também quer ouvir suas críticas e dúvidas”, disse Baldisseri. “O tema dos jovens é um desafio e a Igreja não tem medo de enfrentá-lo, mesmo que seja difícil e insidioso”.

O sínodo em tempo real

Para aqueles que desejam acompanhar de perto os debates e reflexões da 15ª Assembleia Geral Ordinária dos Bispos, os Jovens Conectados e a Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) disponibilizam um “hotsite” especial. Clique aqui [1] e saiba mais.