Instituto Nossa Senhora do Carmo

Segredos de uma escola centenária

começou assim…

Em novembro de 1911, chegou a Cataguases Irmã Maria do Divino Cordeiro, pertencente à Congregação das Irmãs Carmelitas da Divina Providência, vinda da cidade de Campos, Rio de Janeiro. Sua missão era a de percorrer diversas cidades mineiras, angariando donativos para a manutenção das obras assistenciais que sua jovem congregação mantinha no Rio de Janeiro.

Foi recebida pelo pároco Padre João Rodrigues de Oliveira, que lhe mostrou a necessidade de se fundar na cidade um colégio católico, para o qual já havia sido adquirido um grande prédio na Praça Santa Rita. Foi, então, confiada à Ir. Cordeiro a missão de revelar esse projeto à sua superiora, Madre Margarida do Coração de Jesus, pedindo-lhe algumas irmãs para a fundação da escola.

É necessário! Deus o quer! Deus as envie! Venham!

(Trecho da carta enviada a Me. Margarida pelo PE. João C. F. Campos, em 20/12/1911)

No mês seguinte, Irmã Cordeiro retornou a Cataguases, acompanhada da Irmã Maria Bernadete da Imaculada Conceição. Em uma reunião na Casa Paroquial, com o comparecimento de pessoas influentes da cidade, foi aprovada a escolha das Irmãs Carmelitas para dirigir o novo colégio.

Em 06 de fevereiro de 1912, chegaram as irmãs destinadas ao trabalho no colégio: Irmã Maria Bernadete, Irmã Maria Teresa de Jesus, a postulante Júlia Rodrigues e uma professora leiga. Na estação ferroviária, um grande número de pessoas as esperava junto com a banda de música “Sete de Setembro”. Formou-se depois uma procissão que acompanhou as recém-chegadas até a Praça Santa Rita.

No dia 10 de fevereiro, foi oficialmente inaugurado o Colégio Nossa Senhora do Carmo, o primeiro da Congregação das Irmãs Carmelitas da Divina Providência, tendo como diretora Madre Bernadete da Imaculada Conceição. Em discurso solene, o padre João Rodrigues de Oliveira assim se expressou:

Não é suficiente o preparo da inteligência, mas é absolutamente necessária a formação do coração. Só deste modo é que se pode ir melhorando o estado da sociedade.

O Colégio começou em regime de internato, semi-internato e externato, e manteve durante 13 anos apenas o Curso Primário e o Curso Preparatório, unidos ao ensino de pintura, música e alemão.

O ano de 1925 trouxe um novo impulso ao Colégio, quando Dr. Sandoval de Azevedo obteve, do Presidente de Minas, um decreto que aprovou a transferência da Escola Normal de Cataguases, anexa ao Ginásio Cataguases, para o Colégio Nossa Senhora do Carmo.

A chegada das normalistas, vindas de diversas cidades, trouxe novos ares ao Colégio. O convívio com as irmãs fez nascer uma geração de moças prendadas, que, além das disciplinas tradicionais, aprendiam a tocar piano, tinham aulas de boas maneiras e trabalhos manuais. Algumas foram seduzidas pela vida religiosa, garantindo a continuidade da Congregação.

A partir daí, fomos caminhando e crescendo…

1935 –

Inauguração da Capela Nossa Senhora do Carmo

1940 –

   Lançamento da Pedra Fundamental do novo colégio.

1942 –

Inauguração do atual prédio do Colégio Carmo.

1962 –

Inauguração da piscina, em comemoração ao cinquentenário do Colégio.

1968 –

Ingresso de estudantes do sexo masculino.

1969 –

Extinção do internato.

1974 –

Término da construção do Grupo Escolar Madre Bernadete, ao lado do Colégio.

1992 –

Mudança de denominação para Instituto Nossa Senhora do Carmo.

 E hoje…

Hoje, tendo ultrapassado cem anos, o Carmo prossegue, vivendo em constante atenção aos sinais dos tempos, buscando um ensino de excelência e reafirmando os valores humanos que sempre vivenciou.

Tipo:
Feminino
Endereço:
Praça Santa Rita , 340
Bairro:
Centro
Site:
http://www.colegiocarmo.com.br/cataguases
Cep:
36.770-020
Telefone:
(32) 3421-2085